Depois de identificarmos o perfil de público que tivemos na 44ª ABAV – Expo Internacional de Turismo, temos neste momento outra pesquisa em campo, desta vez para avaliarmos os níveis de satisfação dos nossos visitantes e expositores sobre  o evento, incluindo aí a infraestrutura do espaço.

A mudança para o Expo Center Norte foi uma alternativa ao período de intervenções de melhorias por que passa o Anhembi, ainda sem data estimada para a conclusão. O impasse deixa em aberto estendermos ou não o acordo de transferência do período do contrato que temos em vigor, até que o término das obras viabilize o nosso retorno.    

Todas as nossas decisões com relação à ABAV Expo sempre foram e continuarão sendo pautadas no objetivo de garantirmos mais qualidade e eficiência a cada nova edição. E nenhuma mudança - especialmente estrutural - é feita sem análises prévias, o que envolve  estudos técnicos e avaliações de mercado, incluindo aí principalmente os resultados das pesquisas qualitativas direcionadas ao público em todas as suas variações – expositores, visitantes, entidades parceiras, hosted buyers, imprensa  e até mesmo com os fornecedores envolvidos na logística da organização.         

Esses foram os resultados que balizaram a opção de nos fixarmos no Rio de Janeiro por dez anos, assim como a transferência para São Paulo em 2013, interrompendo o modelo itinerante que sempre caracterizou o evento. Naquela altura, pelo seu próprio crescimento orgânico, poucas capitais comportariam o evento, o que acabaria por limitá-lo a uma alternância entre três ou quatro capitais, perdendo-se assim o caráter original e o próprio sentido da itinerância.

Desde então, nunca deixamos de receber e avaliar propostas de destinos e equipamentos interessados em receber a ABAV Expo, e assim nos mantemos, abertos sempre às oportunidades, mas cientes da necessária logística por trás da organização de um evento deste porte. Os atrativos da cidade sede são importantes, mas malha aérea, oferta hoteleira, infraestrutura urbana e um centro de eventos moderno e acessível são os fatores essenciais para que possamos sustentar a qualidade oferecida ao nosso público, e o crescimento do mercado que almejamos e esperamos retomar em 2017.


Edmar Bull
Presidente da ABAV Nacional