Hoje é o Dia do Agente de Viagens e mesmo em meio a um cenário que ainda não motiva comemorações, é importante que esta data seja lembrada como um momento de homenagem a quem tem passado por tempos tão difíceis. Uma categoria profissional a que me orgulho de pertencer há quase 40 anos mas que, via de regra, precisa resgatar a autoestima. Despertar dentro de nós o valor que queremos ver reconhecido pelo outro é o primeiro passo.

Afinal, não faltou empatia aos agentes de viagens e operadores de turismo quando em março do ano passado a Organização Mundial da Saúde decretou o estado de pandemia, que até hoje dificulta o deslocamento das pessoas ao redor do mundo. Isolamento foi a palavra de ordem  para que pudéssemos nos manter seguros.  Sem plano B para quem estava longe de casa, a pandemia revelou um novo grupo de heróis, anônimos, que munidos do espírito de resiliência que lhes é peculiar, não  mediram  esforços quando se juntaram a missões de repatriação em série, mobilizando  companhias aéreas, embaixadas e até mesmo o Ministério das Relações Exteriores para que milhares de brasileiros – clientes ou não - pudessem voltar ao Brasil com segurança.

Também não nos faltou dedicação e firmeza para seguirmos operacionais em intermináveis negociações com fornecedores para assegurar o atendimento e o suporte necessários a quem nos confiou  a organização daquela viagem de sonho ou compromisso profissional que ficou suspensa. Meses a fio de muito trabalho sem qualquer perspectiva de  remuneração.

Um ano permeado por dificuldades, mas também por vitórias importantes.  Se hoje temos regras mais claras e equilibradas nas relações consumeristas, e o reconhecimento pela nossa justa remuneração, foi graças ao poder de articulação de quem nos representa institucionalmente em esferas que não conseguiríamos alcançar sozinhos. Tenho dito e repetido nesses últimos meses que o maior legado dessa crise será o reconhecimento do valor e da relevância do papel que nós, agentes de viagens, desempenhamos dentro do setor, e da contribuição do nosso segmento para a recuperação da economia quando pudermos retomar plenamente as atividades.

Na qualidade de maior representante das agências de viagens brasileiras, e com apoio das parceiras Abracorp, AirTkt, BRAZTOA e CLIA Brasil, a ABAV Nacional reforça as celebrações do dia com  o lançamento de uma campanha idealizada com o objetivo de reverberar o valor do agenciamento, expressar o respeito do trade,  o  reconhecimento  institucional  e a confiança do consumidor. De hoje até 31 de maio vamos  inundar nossas redes sociais e canais de comunicação com mensagens de apoio e confiança, e de orgulho pela profissão que escolhemos. Um feliz dia a todos nós, agentes de viagens.
 
 Magda Nassar
Presidente da Associação Brasileira de Agências de Viagens (ABAV Nacional)