Pensando em escrever algo em homenagem a este Dia do Agente de Viagens, nada me inspirou mais do que a repercussão causada esta semana por um post infeliz publicado na fanpage  de uma revista de circulação nacional especializada em viagens.

Com a chamada “e nem precisa de ajuda de uma agência de viagens para isso”, o post remetia para uma nota publicada no site da revista sobre um serviço lançado por uma companhia aérea internacional. Uma clara demonstração  de menosprezo e compreensão limitada da autora sobre nossa atividade, se acredita que o agenciamento se resume a reserva de passagens aéreas.

O post rendeu centenas de reações, comentários e compartilhamentos de agentes de viagens indignados e, como é óbvio, queixa direta da ABAV à redação da revista, que acabou por retirar do ar não apenas o post como a própria nota do site.

O que vi de positivo nesse episódio é que com raras exceções,  os agentes que se manifestaram não se vitimizaram diante da concorrência do serviço. A indignação maior era pelo desrespeito mesmo, no estilo “mexeu com um, mexeu com todos”, e é a esse posicionamento de proteção e resgate da nossa autoestima que eu presto minha homenagem neste Dia do Agente de Viagens.

Parabéns a todos, que assim como eu escolheram essa profissão, e que este seja o espírito de união que sempre prevaleça entre nós, diante de qualquer desafio ou adversidade.

Edmar Bull
Presidente da ABAV Nacional
em Espaço ABAV/Blogosfera Panrotas