Na última semana tive oportunidade de participar como mediador de um painel do Festuris sobre a Integração das Fronteiras Potencializando a Economia Compartilhada, com a participação do presidente da Embratur, Vinícius Lummertz, e do cônsul da Argentina, Carlos Cezar Garcia Baltazar.

A criação de roteiros integrados com nossos países vizinhos do Mercosul há muito vem sendo apontada como estratégia eficiente para a captação de mais turistas estrangeiros. Agora, com o oportuno apelo da economia compartilhada, mais do que nunca deve voltar aos planos de marketing do turismo nacional.

Há muito potencial para o desenvolvimento de rotas conjuntas, mas entendo que também desafios a serem vencidos. Nos colocamos à disposição para trabalhar nesse sentido, porque também o agenciamento tem muito a ganhar e contribuir nessa parceria.

Temos na ABAV uma vice-presidência de turismo especializado trabalhando em estudos e projetos que potencializem os negócios das agências de viagens associadas que atuam no turismo segmentado. Nosso primeiro levantamento identificou cerca de 260 agências de viagens com especialidade no turismo receptivo. Queremos extrair todo o potencial dessa base com foco nos eixos da comercialização,  divulgação e capacitação (por meio do ICCABAV), desenvolvendo uma série de ações envolvendo entidades do trade,  companhias aéreas, o setor hoteleiro, os conventions & visitors bureau,  e, claro, também o Ministério do Turismo, a Embratur e seus EBTs.

Podemos potencializar em muito nosso apelo ao mercado – especialmente o internacional – agregando a oferta segmentada dos nossos países vizinhos, e assim estimular e tornar viável a formatação de um sem número de roteiros integrados, muito além das três fronteiras. 

Edmar Bull
Presidente da ABAV Nacional
Em: Espaço ABAV / Blogosfera Panrotas