As companhias Avianca, Azul, Gol e Latam, por meio da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), informam que, passada uma semana da paralisação dos caminhoneiros em todo o Brasil:

1.    Mais de 270 voos foram cancelados e outros alterados nos mais diversos aeroportos do país, o que reforça a necessidade de todos os passageiros procurarem se informar sobre sua situação específica antes de iniciar viagem.

2.    Apesar de a maior parte da malha aérea permanecer em operação, os cancelamentos e mudanças de horários deverão continuar a acontecer, sem previsão de normalização, por causa da não reposição ou total ausência de combustível em aeroportos menores espalhados pelo país.

3.    É estimado um prejuízo diário de mais de R$ 50 milhões, que envolve cancelamentos, pousos técnicos para reabastecimentos, no shows e atendimento a passageiros que deixaram de embarcar.

4.    Enquanto permanecer esta situação, os passageiros podem alterar seus voos - impactados pelo desabastecimento - para nova data ou horário, sem o pagamento de taxa de remarcação e das eventuais diferenças tarifárias, de acordo com as regras de cada companhia.

A Abear reforça que os passageiros que têm viagem programada para os próximos dias, inclusive durante o feriado, devem se informar sobre o status de voo junto às empresas (por meio de sites, SACs ou aplicativos) antes mesmo do deslocamento ao aeroporto.

Fonte: Abear