O Ministério do Turismo passará a contar, ainda este ano, com uma equipe de cinco servidores  para iniciar a fiscalização dos prestadores de serviço obrigados a terem cadastro junto ao Ministério do Turismo, por meio do Cadastur. Trata-se de uma demanda antiga do setor que contribuirá para aumentar a legalidade do setor, por meio do estímulo à formalização da atividade turística.

A definição dos servidores federais foi feita por meio de um processo seletivo finalizado na última semana. Três selecionados já compõe a estrutura atual do MTur e outros dois integrantes da nova equipe fazem parte do quadro de servidores do Instituto Federal de Brasília (IFB).

“Esse é mais um passo que o Ministério do Turismo dá em busca de um serviço cada vez mais qualificado e é resultado do trabalho em parceria com o setor que já havia sinalizado a importância de o MTur contar com essa equipe de fiscais”, comentou o ministro do Turismo, Marx Beltrão.

A expectativa da Secretaria Nacional de Qualificação e Promoção do Turismo explica que a previsão é que os profissionais passem, ainda neste mês, por um curso de capacitação para iniciar o trabalho de campo. “Estamos muito confiantes com esse passo que estamos dando e que será fundamental para aumentar a legalidade dos estabelecimentos de cadastro obrigatório”, explicou a secretária Teté Bezerra.

O próximo passo é o remanejamento e nomeação dos candidatos lotados em outros órgãos da Administração Pública Federal. Depois do curso de formação, os fiscais iniciarão o trabalho, nos estados brasileiros, por meio de ações de sensibilização.