A presidente da ABAV Nacional, Magda Nassar, participou ontem de vídeoconferência com o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio, e o secretário Especial de Produtividade, Emprego e Competitividade do Ministério da Economia, Carlos da Costa. O objetivo foi reforçar as propostas já encaminhadas ao governo federal em atendimento a um plano de contingência que minimize o duro impacto econômico sofrido pelo setor de viagens e turismo com a crise do coronavírus,  que já beira os 100%, com a iminente paralisação das vendas.
 
Representando as agências de viagens, Magda Nassar, ressaltou a necessidade  de que se criem fundos de garantias e linhas de crédito para as empresas, independentemente do tamanho. “Temos um primeiro pleito praticamente atendido, que seria o fundo de garantia, mas precisamos estender o crédito para os pequenos, médios e grandes empreendimentos”. O ministro lembrou que a adoção de medidas rápidas  são fundamentais no enfrentamento da  crise, “para que a cadeia produtiva do turismo possa ser retomada com uma intensidade maior”.
 
O secretário Carlos da Costa elogiou o trabalho que vem sendo encampado pelo Ministério do Turismo e as entidades de classe, e assegurou que cada setor está sendo tratado conforme suas especificidades, com medidas transversais que incluem ações que atenuem a queda da receita, previsibilidade de retorno e fundos de garantias, entre outros. “Estamos dispostos a fazer tudo o que for preciso”, declarou.
 
Além de Magda Nassar, também  participaram da reunião o presidente da Clia Brasil, Marco Ferraz; o presidente da Associação Brasileira das Operadoras de Turismo (Braztoa), Roberto Nedelciu, e representantes do BNDES.
 

 
 

Atendimento à imprensa:
Comunicação ABAV Nacional
Fatima Gatoeiro
fatima.gatoeiro@abav.com.br
55 11 3155-3073 / 55 11 98684 3809