Palavra do Presidente

Foi no dia 25 de novembro de 2007 que conquistamos, graças ao apoio e à aposta daqueles que acreditaram na chapa Força Brasil, a chance de gerir uma entidade como a ABAV Nacional, o que, particularmente, sempre foi um desejo. Alguns já conhecem a minha paixão pelo Sistema ABAV, que começou em 1991, quando passei a ser conselheiro da ABAV/RJ. Desde então, tenho buscado fazer o melhor para atingir a grande meta desta entidade: representar os interesses dos agentes de viagens.


Durante esses quase dois anos de gestão, buscamos negociar com as companhias aéreas, principalmente no sentido de igualar a tarifa do site à tarifa dos agentes, já acrescida do D.U; trabalhamos intensamente junto aos parlamentares para conquistar pleitos de interesse do setor, como a aprovação do Projeto de Lei 5.120, que trata da regulamentação da atividade, a questão da flexibilização de vistos para estrangeiros, a criação do Projeto de Lei Complementar 486 para que o ISS seja cobrado com base no valor bruto da comissão recebida pela agência, dentre outros.


Na crise gerada pelo avanço da gripe suína em plena temporada de inverno, negociamos com as cias. aéreas a anistia de multas para cancelamentos e adiamentos de viagens, assim como com as operadoras; enviamos cartas às entidades Argentinas solicitando que negociassem junto à rede hoteleira a devolução do valor pago pelas diárias e procuramos orientar os associados no sentido de negociar com os passageiros o adiamento da viagem ou a troca do destino, buscando assim, minimizar ao máximo o prejuízo causado no setor de agenciamento.


Conseguimos ainda apoios e parcerias importantes, como a firmada com o Ministério do Turismo, que emplacou conosco uma campanha de incentivo aos agentes de viagens - Brasil Vendo Melhor; implementamos a segunda etapa do PROAGÊNCIA, realizado em parceria com o SEBRAE; conquistamos a parceria do Governo e da Prefeitura do Rio de Janeiro de apoio à Feira das Américas e estamos muito mais próximos dos parlamentares que, sabemos, são imprescindíveis para a aprovação de leis necessárias para o nosso setor e profissão.


Revendo a plataforma de gestão da chapa Força Brasil, acreditamos que conseguimos muitas vitórias, mas sabemos que ainda há muito para ser feito.


Lembro que, durante o discurso proferido no dia da eleição, uma das primeiras frases ditas foi que as disputas, no cenário da globalização, não admitem a dispersão de esforços. Por isso, buscamos fomentar a aproximação entre todos nós, fosse através de reuniões – a maioria realizada a convite de um de vocês –, fosse através de e-mails solicitando o engajamento de todos nas ações junto ao Congresso Nacional, fosse através da presença em eventos, mesmo que raras.

E como este é o último encontro entre o Conselho de Presidentes das ABAVs Estaduais e a Diretoria e Conselho Fiscal da ABAV Nacional antes das eleições, achamos que seria válida a criação de um relatório para dividir com todos vocês o que foi realizado desde novembro de 2007, quando a chapa Força Brasil foi eleita, até o final da segunda quinzena deste mês.


Boa leitura!


Cordialmente,

Carlos Alberto Amorim Ferreira – Kaká
Presidente ABAV Nacional